Lã de Vidro — Transições de Fase

Lã de vidro é muitas vezes utilizada para o isolamento de tubos de aquecimento e de casas. A medição STA mostra três etapas de perda de massa abaixo de aprox. 600 ° C, o que são devidas à evaporação da humidade e da queima do ligante orgânico. Este último pode ser visto a partir do sinal de DSC fortemente exotérmico, neste intervalo de temperatura. O degrau do sinal de DSC à 728 ° C com um aumento do calor específico de 0,41 J / (g * K) é devido à transição vítrea. O pico exotérmico de DSC à 950 ° C, com uma entalpia de -287 J / g, é devido à cristalização; os efeitos endotérmicos entre aprox. 1050 ° C e 1250 ° C, com uma entalpia total de 549 J / g, mostram a fusão. As pequenas alterações de massa, acima de 700 ° C, são, muito provavelmente, devidas à oxidação e evaporação das impurezas. (medição com STA 449 F3 Jupiter®)

STA 449 F3 Jupiter®

O STA 449 F3 Jupiter® combina as vantagens de uma termobalança de alta sensitividade com um verdadeiro calorímetro exploratório diferencial. Vários fornos e sensores para TG, TGA-DTA e TGA-DSC podem ser utilizados, mediante o qual o sistema pode ser facilmente otimizado para aplicações dos mais diversos tipos de uma maneira bem versátil.