Ferro — Expansão Térmica

Esta figura descreve a expansão térmica linear e o coeficiente físico de expansão térmica (CTE físico) do ferro. A amostra foi submetida a uma taxa de aquecimento de 5 K/min. em uma atmosfera de hélio. A 906°C (pico de temperatura no alfa físico) foi descoberto uma contração. Isto é devido a uma mudança na organização molecular da estrutura (bcc -> fcc). Outra mudança na organização molecular da estrutura (fcc -> bcc) foi descoberta a 1409°C. A divergência de temperatura de transição entre o medido e o modelo dado pela literatura é devido às pequenas impurezas na amostra. (medição com DIL 402 C)

STA 449 F3 Jupiter®

O STA 449 F3 Jupiter® combina as vantagens de uma termobalança de alta sensitividade com um verdadeiro calorímetro exploratório diferencial. Vários fornos e sensores para TG, TGA-DTA e TGA-DSC podem ser utilizados, mediante o qual o sistema pode ser facilmente otimizado para aplicações dos mais diversos tipos de uma maneira bem versátil.