Controle de Qualidade de Polímeros por meio de DSC – Comportamento Térmico de Termoplásticos Poliuretanos

Este gráfico mostra uma medição em TPU. Durante o 1º aquecimento, o passo endotérmico a -42°C (ponto médio) reflete a transição vítrea dos segmentos macios da amostra.

Adicionalmente, a curva apresenta um duplo pico endotérmico entre 100°C e 210°C. A parte reversível disso, que pode ser detectada novamente no 2º aquecimento (7.40 J/g), é causada pela fusão dos segmentos rígidos (termoplástico) A parte irreversível é provavelmente devido à evaporação de voláteis ou distribuição de aditivos na matriz polimérica. Este processo explica o fato de a transição vítrea ter sido detectada a alta temperatura (ponto médio a -28°C) no 2º aquecimento.

Propriedades Térmicas dos segmentos macio e rígido em um termoplástico poliuretano (TPU).Propriedades Térmicas dos segmentos macio e rígido em um termoplástico poliuretano (TPU).