Cura de uma resina epóxi

Análise e otimização de termofixos pode ser facilmente realizada utilizando calorimetria exploratória diferencial. Apresentamos aqui a medida em uma resina epóxi realizada com o DSC 3500 Sirius.
O pico exotérmico detectado a 135,5°C (temperatura de pico) durante o primeiro aquecimento é devido à cura da amostra. Após este primeiro aquecimento até 200°C, a resina epóxi está completamente curada. A transição vítrea da amostra curada pode ser determinada por meio de um segundo aquecimento: ela foi detectada à 115,0°C (ponto médio) .

DSC measurements on an epoxy resin. Sample mass: 0.47 mg; crucibles: aluminum with lid; temperature program: 2 heatings up to 200°C; heating and cooling rates: 10 K/minDSC measurements on an epoxy resin. Sample mass: 0.47 mg; crucibles: aluminum with lid; temperature program: 2 heatings up to 200°C; heating and cooling rates: 10 K/min