Reômetros capilares robustos para pesquisa com aplicação de altas forças.

Usados em centenas de laboratórios de pesquisa ao redor do mundo, o design robusto da estrutura em 'H' dos reômetros capilares de piso Rosand RH7 e RH10 permite a operação em condições de cargas ultra-elevadas, além de proporcionar espaço para várias configurações de acessórios.

Visão geral

Os reômetros capilares para pesquisa Rosand RH7 e RH10 oferecem recursos de medição altamente flexíveis para materiais sob alta pressão e extrusão sob alta taxa de cisalhamento - desde polímeros fundidos a cerâmica e desde gêneros alimentícios a tintas e revestimentos.

  • A ampla faixa de forças (até 100 kN) e a ampla faixa de velocidade dinâmica (> 225.000:1) possibilitam a correlação dos ensaios com condições reais de processamento de materiais.
  • Os tambores de dois furos como padrão possibilitam medições da viscosidade de cisalhamento absoluta e cálculo simultâneo da viscosidade extensional (de alongamento).
  • Variedade opcional de tamanhos e materiais para o cilindro, que possibilitam a avaliação de amostras termicamente sensíveis, quimicamente agressivas ou de base de aquosa.
  • Ampla variedade de matrizes de carbeto de tugstênio como padrão para cobrir todos os tipos de materiais e testes.
  • ​​Transdutores de pressão facilmente intercambiáveis para cobrir todos os requisitos dos ensaios - configurados com amplificadores de baixo ruído e três estágios para otimizar a sensibilidade das medições na entrada da matriz quando forem usadas matrizes de 'comprimento zero' (medições da viscosidade extensional).
  • Opção de purga de nitrogênio disponível para realização de ensaios em atmosfera seca e inerte para minimizar a degradação das amostras.
  • Câmara de fumaça integrada com extração dos gases provenientes das amostras para segurança do operador.
  • Algoritmos próprios para controle de velocidade bimodal adequados para operação em baixa e alta velocidade para otimizar a medição da taxa de cisalhamento para uma determinada matriz.
  • Controle preciso da temperatura das amostras com três aquecedores de zona independentes, com termômetros de resistência de platina com 10 vezes a precisão DIN. Disponíveis também opções de alta temperatura (500°C, máximo) e bobina de arrefecimento.
  • Estrutura em 'H' rígida para medições isenta de deformações nos ensaios transitórios, tais como a determinação do pVT.
  • Design aberto abaixo da saída do cilindro para acomodar acessórios opcionais, tais como medições de inchamento do extrudado, cortadores de fundidos, matrizes tipo slot e sistema de tensionamento de fundidos (Haul Off).
  • Software Flowmaster de fácil utilização com toda a gama de testes e análises para viscosidade de cisalhamento e extensional, bem como a determinação da estabilidade das amostras, deslizamento das paredes e fratura do fundido.

 

Key applications

  • Characterization of polymer or suspension rheology across a range of shear rates and temperatures
  • Simulation of extensional viscosity dominated processes such as fibre spinning, blow moulding, film blowing and thermoforming
  • Assessment of extrusion behaviour for processes such as injection moulding and hot melt extrusion
  • Evaluation of material behaviour at process relevant shear rates such as high speed coating and printing applications
  • Detection of polymer instabilities such as melt fracture and thermal degradation
  • Measurement of material elasticity and related properties such as die swell

Industry applications:

  • Polymers
  • Coatings
  • Cermics
  • Metals
  • Pharmaceuticals
  • Sealants
  • Foods
  • Inks

Como funciona

Os sistemas de reômetros capilares Rosand RH7 e RH10 possibilitam a extrusão controlada (por fluxo volumétrico) de uma amostra que passa por uma matriz de alta precisão de dimensões conhecidas, para caracterizar as propriedades de fluxo do material normalmente sob condições de força (ou pressão) elevada e/ou alta taxa de cisalhamento. O uso do cilindro com dois furos e da configuração de matriz de "comprimento zero" permite a determinação simultânea da viscosidade de cisalhamento e da extensional (alongamento) em função da taxa de cisalhamento (ou deformação).

Um sistema de reômetro capilar compreende vários componentes fundamentais que possibilitam medições reológicas arrojadas, confiáveis e acessíveis de uma amostra ou aplicação específica:

  • Unidade básica do reômetro capilar. Inclui o cilindro com furos para carregar a amostra - o diâmetro do furo e o material do cilindro devem ser compatíveis com o material a ser ensaiado. A unidade básica inclui ainda um cabeçote conectado mecanicamente aos pistões que são utilizados para extrudar a amostra. As funções essenciais do sistema de força motriz e a faixa de velocidade do pistão são controladas pela unidade básica.
  • Combinação da matriz e do transdutor de pressão. A matriz é montada na parte inferior do compartimento do cilindro e suas dimensões definem o campo de cisalhamento aplicado. Um transdutor de pressão fundido é montado no cilindro para medir a pressão resultante na entrada da matriz à medida que a extrusão do material é feita. As dimensões da matriz e a faixa do transdutor de pressão devem ser adequadas ao tipo de amostra e ao teste em questão.
  • Opções de controle de temperatura e/ou ambiental. O controle preciso da temperatura do cilindro é essencial uma vez que as propriedades reológicas variam em função da temperatura. Para materiais termicamente sensíveis, os tempos de equilíbrio térmico e o ensaio em ambiente inerte são considerações essenciais para garantir dados confiáveis.
  • Software do instrumento. A configuração do ensaio reológico pode ser complexa devido à sua natureza. O software Rosand Flowmaster foi concebido para proporcionar simplicidade e facilidade de uso, com uma metodologia intuitiva para a configuração dos ensaios, tendo ainda gráficos que apresentam em tempo real os resultados e os principais parâmetros do ensaio.

 

Dados Técnicos

(sujeito a alterações)

  • Força motriz máxima:
    50 kN (RH7); 100 kN (RH10)
  • Rigidez da estrutura:
    250 kN
  • Velocidade máxima:
    600 mm/min (RH7); 1200 mm/min (RH10)
  • Faixa dinâmica na velocidade:
    240.000:1
  • Imprecisão da velocidade:
    < 0,1%
  • Faixa de temperatura:
    Ambiente a 400°C (padrão). Ambiente a 500°C (opção de alta temperatura). 5°C a 200°C (opção de bobina de arrefecimento de baixa temperatura)
  • Faixa de controle da temperatura:
    < ± 0,1°C
  • Diâmetro do furo (compartimento):
    15 mm (padrão). 9,5 mm; 12 mm; 19 mm; 24 mm (opções de furo)
  • Comprimento do curso do cilindro:
    290 mm
  • Material do cilindro:
    Aço nitretado (padrão). Hastelloy; aço inoxidável (opções de cilindro)
  • Faixas do transdutor de pressão:
    30.000 psi; 20.000 psi; 10.000 psi; 5.000 psi; 1.500 psi; 500 psi
  • Matrizes:
    Carbeto de tungstênio: precisão ±5 µm
  • Diâmetro da matriz:
    0,5 mm a 2 mm (em incrementos de 0,5) e 3 mm como padrão. (Outros diâmetros, incluindo matrizes de furo fino,  disponíveis para pedidos especiais)
  • Controle do ambiente do ensaio:
    Purga de nitrogênio para condições de teste seco e inerte (opção)

Downloads

Documentos técnicos

Informativos

Catálogo

Catálogo